Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




bolo maçã.jpg

A vida é uma aventura maravilhosa!

Um domingo que deveria ser de passeio com amigos e visita a uma exposição foi substituído por um programa caseiro. A história é simples. A MT acordou febril e em tempos de pandemia todos os cuidados são poucos. Decidi ficar por casa e entreter as crianças com a preparação de um lanche que acabaria por se tornar num dos pontos altos do dia.
As panquecas estavam garantidas (segui a receita da Bimby), as compotas estavam selecionadas, as framboesas e os mirtilos, antioxidantes de eleição, estavam em tacinhas (tarefas simples para as crianças) e prontas a completar o recheio mas... faltava um complemento, faltava o cheiro a bolo acabado de fazer que perfuma a casa e nos faz viver com mais intensidade o final de um fim de semana.
Entre chocolate ou maçã, a escolha recaiu nesta última e na receita preferida de uma das minha filhas. Bolo de maçã é com ela!!

Habituei-me a encomendar frutas e legumes à Confraria da Horta e as maçãs do último cabaz eram muito, mas mesmo muito saborosas. Por isso, não restaram dúvidas. Nada poderia ser mais simples.

Confraria.jpg

De mangas arragaçadas e avental colocado, em 5 minutos estava tudo preparado. A massa, recheada e coberta de maçãs (as crianças saboreiam o bolo, mas também uma forte dose de fruta), estava pronta a entrar no forno, deixando tempo para preparar uma mesa bonita.
Com as crianças entretidas a vestir e a despir vestidos de princesas, a calçar e a descançar os pequenos sapatinhos de brincar, o nosso lanche foi ganhando forma e nós fomos ganhando apetite.
Confesso que o sol brilhava para lá da janela e desafiava a um passeio, mas a decisão de um domingo caseiro foi acertada e muito, mas mesmo muito, reconfortante. Brincámos, rimos, fomos visitadas por duas amigas, acompanhadas pela Lua, uma amiga de quadro patas, barrámos panquecas e, no final, saboreámos o nosso bolo de maçã.
Em final de dia, a última porção acompanhou a leitura de Pinocchio, de Enzo d'Alò (edição da Rizzoli), um livro belíssimo, oferecido pelo tio Manuel, que nos recordou a história do menino de nariz traiçoeiro e encerrou o fim de semana com a certeza que a vida é uma aventura maravilhosa e quando estamos juntas nenhum dia se torna sensaborão.

1.jpg2.jpg3.jpg

Quanto à receita do bolo... fica para outro dia. O que vos parece?

Autoria e outros dados (tags, etc)




Instagram



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.